Governo do Ceará inaugura Areninha em Itapiúna

Na tarde da última terça-feira (13), aconteceu a inauguração da Areninha de Itapiúna via redes sociais. O novo espaço conta com um campo society (dimensões: 38 x 26 = 988 m²) de grama sintética, alambrados e rede de proteção, vestiários com banheiros, acessos pavimentados e torres de iluminação.

O evento contou com a participação da vice-governadora Izolda Cela, representando o governador Camilo Santana; Secretário de Saúde de Itapiúna Francisco José Cavalcante Lima Melo, representando a administração municipal; o secretário do Esporte e Juventude, Rogério Pinheiro e do Deputado Estadual Queiroz Filho.

A lei N.º 17.068, 23.10.19, de autoria do Governo do Ceará e iniciativa do Deputado Queiroz Filho denomina Geraldo Honório de Freitas a Areninha localizada no Município de Itapiúna.

GERALDO HONÓRIO DE FREITAS

Nasceu em Baturité aos 10 de junho de 1929, quando Itapiúna ainda era distrito daquela cidade e faleceu em 06 de agosto de 2015.  Filho de José Honório de Freitas e Beatriz Pereira Baia. Dedicou-se à roça junto com os irmãos no trabalho diário dos pais para o sustento da família.

Em 1952 se casou com Raimunda de Lima Freitas e foi morar na Rua Alexandrina Moreira, casa 75, em frente ao local do futuro campo de futebol e que morou por toda a vida. Desse relacionamento vieram à luz nove filhos: Francisco das Chagas de Lima Freitas – Presidente do Poder Legislativo municipal, Osvaldo de Lima Freitas, Valdenora de Lima Freitas Santos, Antonia Lúcia de Freitas Pinheiro, Joana D’arc de Freitas Chaves, Genésio Lima de Freitas, Antônio Genário Lima de Freitas, Ana Lucia Ferreira dos Santos de Morais e Gleiciane Temóteo de Freitas, todos criados com muito zelo e honradez consolidando a figura de pai responsável, o cidadão poeta e o homem preocupado com os espaços da cidade onde sempre viveu.

Em sua jornada, Geraldo Honório participou ativamente da vida política de Itapiúna: em 1957, lutou pela emancipação do município por acreditar verdadeiramente que tal feito melhoraria a condição de vida de sua cidade. Geraldo fortaleceu essa convicção ao fundar ao lado de moradores a Associação Comunitária de Itapiúna, sendo eleito presidente. Efetivou, em seguida, o registro da entidade no Diário Oficial do Estado tornando-a de utilidade pública. Este pequeno projeto cresceu e conquistou apoio de outras associações comunitárias e, em 1989, nasce a Fundação da Federação das Associações Comunitárias de Itapiúna – o que intensificou as discussões sobre os problemas do município e buscou projetos que pudessem contribuir para o seu desenvolvimento. O amor por Itapiúna estava expresso tanto nas suas ações como também em seus versos e poesias que descreviam a esperança de que o povo de Itapiúna reconhecesse seus direitos e deveres de cidadãos.

De 1957 a 1984 trabalhou na RVC (Rede Viação Cearense), mais conhecida como estrada de ferro de Baturité, atualmente REFFSA.  Homem humilde e perseverante, sempre trabalhou com determinação e dedicação. Durante esses 27 anos de RVC, foi promovido de feitor a auxiliar de mestre de linha, reconhecido não só por seus supervisores como também por seus parceiros de trabalho, que se transformaram em amigos de toda uma vida.

Em virtude de observar um espaço de terra em frente à sua casa considerou a possibilidade de transformar essa área em um local de lazer reuniu a família e amigos em torno desse objetivo. Nascia “O CAMPO SEU GERALDO”. Da frente de sua casa ele acompanhava os jogos e mediava os conflitos numa efervescência de participações oriundas dos mais diversos locais do município e de fora. Além de local para a prática de esportes, o campo representava também espaço de confraternização e reunião de vizinhos nas festas de natalinas.

Comentários
Loading...
× Fale Conosco