A Promotoria de Justiça da Infância e Juventude da Comarca de Itapiúna, em parceria com o Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude do Ministério Público do Estado do Ceará (MPE), realizou nesta terça-feira, 30, audiência pública sobre o tema “Adoção”.

Na ocasião, foi distribuído material informativo e foram tratados assuntos dentro da temática, tais como o cadastro municipal de adotantes, o procedimento para entrega de criança recém-nascida pelos pais que não quiserem se responsabilizar por sua criação, entre outros.

O evento aconteceu no salão de júri do Fórum Dr. João Viana de Araújo, foi aberto pelo promotor de justiça da comarca de Itapiúna, Dr. Fábio Nogueira Cavalcante, em seguida teve palestra proferida pela senhora Anna Gabriella Pinto da Costa – represente do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude – CAOPIJ.

“Esse momento é muito importante, pois trata sobre o tema adoção, é um tabu que as pessoas têm muitas dúvidas” destaca Silvia Nogueira, Coordenadora da Vigilância Socioassistencial.

“O objetivo dessa audiência é demostrar que existe uma adoção segura, que é feita através poder judiciário com a participação do Ministério Público, e que adoção direta ela é insegura, ela traz insegurança tanto para criança quanto para os pretendentes da adoção. Acredito que foi um sucesso” descreve Anna Gabriella.

“O nosso compromisso como assistência social é de fazer esse direcionamento para que todas as crianças do Município sejam bem direcionadas como também os munícipes, quanto a possibilidade de adoção” destaca Ginna Kitteria, Primeira-dama e Secretária do Trabalho e Assistência Social de Itapiúna.