Hino de Itapiúna
Da raiz chamou-se de Fazenda Castro
Do serrote mudou para Itaúna
Hoje o povo aclama forte o teu nome Itapiúna,Itapiúna,Itapiúna.
A natureza criou teu novo nome
Surgiu uma pedra forte, miúda e preta
Denominou-se então, Itapiúna
Terra forte da Pátria Brasileira.
Itapiúna,Itapiúna,Itapiúna
Bela terra e cidade hospitaleira
Do imigrante fez o teu futuro
Atua origem a tua beleza
Itapiúna,Itapiúna,Itapiúna.
Tua glória é o nosso trabalho
Somos a base que construiu o teu
Progresso
Os heróis que por estar terra lutam
Deixam frutos, bom trabalho e sucesso.
No subsolo há riqueza mineral
No campo há carnaúba, o algodão
Nos rios corrente as águas que te
Cercam,
Trabalha o homem e do vaqueiro do Sertão.
Itapiúna,Itapiúna,Itapiúna
Itapiúna,Itapiúna,Itapíúna.
Letra de Francisco Ednou Gomes
Musica de José Ferreira Barros (Zé Pretinho)

Francisco Ednou Gomes

Francisco Ednou Gomes, nasceu no dia 14 de janeiro de 1965, na cidade de Itapiúna, Estado do Ceará. Filho de Antônio José Gomes de Oliveira e de Maria Freitas de Oliveira. Ambos comerciantes na cidade de Itapiúna. Uma família de nove irmãos entre o primeiro e o segundo matrimônio. Constituiu uma família com Maria do Socorro Duarte de Sousa, da união do casal nasceu Antônio Luigi Gomes Duarte de Sousa.

Ednou iniciou suas atividades aos 14 anos fazendo parte da primeira formação da banda de música do município em junho de 1978, sob a regência do maestro Zé Pretinho tornando-se o segundo regente. Só em 9 de abril de 1985 passou a ser saxofonista profissional sob a inscrição n° 85.1669 onde foi citado pelo presidente da ordem dos músicos do brasil (OMB) secção Ceará, Costa Olanda, como o melhor músico do estado até aquela data. Autor de várias obras, entre elas, a mais importante, o Hino do Município de Itapiúna. Aos 14 anos ajudava os pais no comércio da família. Estudou nas escolas Demócrito Rocha e CNEC em Itapiúna e Almir Pinto na cidade de Aracoiaba-ce. Em 1984 concluiu o segundo grau completo em técnico de contabilidade.

Em 10 de abril de 1985 à 20 de março de março de 1987 através de concurso trabalhou na agência bancária Bradesco sendo que sua última função foi subchefe de serviço, no ano de 1988 construiu o seu primeiro empreendimento bar e restaurante Itaúna, em 1990 o seu segundo empreendimento churrascaria beira rio com registro na junta comercial do estado como microempresário encerrando em 2003. Em 2009, fez o concurso público da prefeitura de Quixadá aprovado na 21° colocação dando início aos trabalhos em 1 de setembro de 2011 lotado na Secretaria de Agricultura do Município de Quixadá na função de motorista, atualmente mora e trabalha na mesma cidade.

 José Ferreira Barros (Zé Pretinho)

José Ferreira Barros (Zé Pretinho), nasceu na cidade de Cedro, em 28 de maio de 1933, Filho de João Ferreira Barros e Gertrudes Afka Ferreira, casado com Raimunda Ferreira Barros pai de oito filhos. Ainda adolescente ingressou na escolinha de banda de música da associação dos operários, sendo destaque logo em seguida. Tornou-se professor de música e regente da referida banda. Já músico profissional atuou em várias bandas de bailes. Como os monólitos, dentre outros conjuntos musicais. Em 1973 convidado pelo então prefeito Aziz Baquit assumiu a regência da banda de música de Quixadá, conquistando vários concursos de bandas pelo brasil, foi maestro de bandas de músicas dos municípios de Itapiúna, Capistrano, Redenção, e de outras cidades do estado. Autor da música (melodia) do hino do município de Itapiúna juntamente com o músico Francisco Ednou gomes autor da letra do referido hino mas o querido maestro faleceu dia 27 de março de 1990 na cidade de Capistrano. Logo após sua morte o maestro zé pretinho recebeu uma justa homenagem em itapiúna onde uma rua no bairro nova itapiúna tem como título o nome de José Ferreira Barros (maestro zé pretinho).

 

 

Ednou e Zé Pretinho

Agradecemos a colaboração de Ednou Gomes