Os projetos “A Voz da Juventude”  e  “Circulando saber e cultura”  são semifinalistas na 13ª edição do Prêmio Itaú-Unicef.

O Projeto “A Voz da Juventude” desenvolvido pela Ong Centro de Apoio à Criança em parceria com Escola Edimar Martins (Caio Prado), colabora com a formação dos grupos e redes de jovens destinados participação sociocultural, fortalecendo a identidade, o desenvolvimento de competências para a compreensão crítica da realidade social e da participação cidadã.

O Projeto  “Circulando saber e cultura” é desenvolvido pela ONG Projeto Esperança das Crianças Sertanejas em parceria com a Escola João Batista de Aguiar (Itans) com foco na Arte/Cultura,  Cidadania Direitos da criança e do adolescente, que visa favorecer o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens do distrito de Itans e localidades adjacentes com ações de formação, desenvolvimento das habilidades e capacidades cognitivas, resgatando os valores, a memória cultural e a identidade do nosso povo, e integrando-os na sociedade, sem preconceitos, a fim de prepará-los para a vida.

O Prêmio visa identificar, estimular e dar visibilidade aos projetos realizados por Organizações da Sociedade Civil (“OSCs”) que contribuem para garantir o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social.

Em outubro acontecerá o anuncio dos finalistas e em novembro será a vez de conhecer os ganhadores nacionais.